quarta-feira, 28 de maio de 2008

Linda e Bela

Veja a Lua estrelada refletida o Sol,

Entupida de desejo e coberta de carinho.

Veja a bela dama que corre aos lindos sorrisos pelos céus,

Dividindo conosco sua tão abençoada luz.

Escute o silêncio que se estende pela Terra,

Linda e bela na qual almas humanas reluz.

Veja a escuridão por detrás dela, linda e bela,

A qual o universo inteiro conduz.

Calmaria e lisonjeiros temperos de beijos arteiros

Aquecem e conduzem corpos sobre a superfície da Terra

Numa valsa linda e bela seguindo o véu de singela dama eterna.

Inspirando o coral de mundos atrás de mundos,

Da escuridão verdadeira, doce e terna.

Veja a valsa doce e singela que estrelas sobre o véu

Escute os risos de lindas e de belas que nos encantam pelos céus.

Mesmo o dia pela Terra inda vela noite eterna

De amantes e poetas que em cometas arreiam celas

E no infinito se deleitam.

Salve linda e bela Noite que em seu ventre me geriu!

Salve rainha deusa inefável que pelas mãos do Criador surgiu!

Linda motivação de Tudo, Noite adornada como ninguém!

Bela luz verdadeira, Noite mãe que encobriu naquele dia Belém!


DelTony. (28/05/2008)

Um comentário:

Ronaldo disse...

Somente um homem digno pode conduzir palavras dignas, palavras que ultrapassam a condição de palavras tornando-se sentimentos.

e isso sim, um dom de alguem digno!


belas palavras meu caro bruno, continuarei aqui lendo mesmo que imperceptvel.

braços.